Cinderela no país das Maravilhas

A fine WordPress.com site

Clínica S. José VI

5.0.2Atividades de manhã. Sono, sono, sono.

Na semi-posição de espectadora algumas coisas são divertidas.

Os discursos mais interessantes são, também, os mais assustadores. Por me aperceber da tortura e confusão que provoca em quem está nesse estado.

No primeiro dia O. senta-se ao meu lado e diz-me, empaticamente, “vai correr tudo bem. Estão aqui boas pessoas”. Havia determinação e certeza no tom de voz, ainda.

É uma das pessoas nas quais é óbvio como o pensamento e determinado tipo de informação deixados “à solta” são tortuosos e provocam sofrimento. Aí, nesses momentos, não sei o que dizer, como o /os “aliviar”. Mas…lá em cima (still) “dizem-me”: esse não é o teu lugar.

Acreditar e manter o rosto. Manter o respeito dos outros. Afinal, supostamente, crenças não se discutem.

Advertisements
Leave a comment »

Damaged

damaged3Damaged souls

Hurt Hearts

Well taken flesh…

Different wounds, same suffering

Minds mental dirranged

Meds manipulation

Shadows of what we were

Leave a comment »

Clínica S. José IV

freedom

A comunicação é fácil. Como se a fobia social típica de alturas de depressão tivesse totalmente desaparecido.

Muito pouco sono há dois dias. Talvez devido a isso.

Depois de falar um pouco com quase todos, todos parecem tão ou mais sãos do que eu.

Cansaço, desconforto físico. Corpo pouco habituado à vertical.

Ressinto o aqui estar.

Se pelo menos tivesse um trabalho; se o tivesse conseguido depois da breve passagem pelo E., depois do M.

Se tivesse conseguido avançar com projetos próprios….se os pais não tivessem tanto medo e disponibilizassem capital para eu tentar vida fora de Portugal em vez disto…SES….

Leave a comment »

Clínica S. José III – 1os dias

Assustada, contrariada, preocupada, deconfiada

Leave a comment »